Petland quer chegar neste ano a 60 unidades no País

petland-cwb
Quarta unidade da Petland inaugurada na cidade de Curitiba (PR), no bairro do Bigorrilho (Foto/Divulgação)

A Petland, rede internacional de franquia de pet shops, fundada em 1967 nos EUA, pretende encerrar este ano com 60 unidades no Brasil. Em operação no País desde 2014, atualmente, a rede possui 35 lojas, entre abertas e em construção, nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e Paraná. Para os próximos cinco anos, esse número pode atingir  95 unidades.

A rede informa que já tem contratadas com seus máster franqueados  40 lojas no Paraná, 15 no Espírito Santo, 25 na Bahia e 15 unidades no litoral de São Paulo. Aliás, atuar por meio de máster franqueados, estaduais ou regionais, está entre as estratégias de expansão da marca no Brasil.

A cidade de Santos, no litoral paulista, e o Estado do Paraná lideram o ranking de operações com quatro unidades cada. No Espírito Santo, a segunda loja, e a primeira em shopping da rede Petland devem ser abertas no próximo mês de março. No ano passado, Rio de Janeiro e Bahia entraram no mapa de crescimento da Petland, com a abertura de novas lojas nas cidades de Rio das Ostras e de Salvador, respectivamente.

Potencial

“O mercado pet ainda é muito pulverizado, formado principalmente por veterinários que não estão preparados para a gestão do negócio”, afirma o sócio diretor da empresa e responsável pela expansão da rede, Rodrigo Albuquerque. Segundo ele, o Brasil tem um grande potencial para profissionalizar o setor de pet shop, “oferecendo estratégia, inteligência de varejo, preços competitivos, marca forte e experiência de compra real aos visitantes”.

De acordo com levantamento da Petland, há cerca de 50 mil lojas no País que trabalham com o segmento pet, das quais 99% dos empresários só têm uma ou duas lojas. Para o executivo, quem está entrando no mercado agora deve apostar na profissionalização da gestão e em uma gama maior de serviços para aumentar as margens.

Entre as apostas da marca para potencializar a expansão está a conversão de lojas. Metade dos 20 contratos para abertura de unidades em São Paulo, neste ano, por exemplo, são de conversão de lojas. Segundo Albuquerque, 15% da rede atual são de lojas convertidas. “A tendência para os próximos anos é que a conversão corresponda por mais de 50% da expansão”, prevê.

FICHA TECNICA – PETLAND

  • Fundação: 1967 (EUA)
  • Entrada no franchising: meados da década de 1970 (Canadá)
  • Número de franquias: 35 unidades (Brasil)
  • Investimento total: R$ 200 mil a R$ 1,23 milhão
  • Capital para Instalação: R$ 120 mil a R$ 900 mil
  • Taxa de franquia: R$ 36 mil
  • Capital de giro: R$ 50 mil a R$ 300 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 1,2 mil por m²
  • Prazo de retorno: 24  a 36 meses
  • Taxa de propaganda: 2%
  • Royalties: 5%
  • Área para instalação em m²: 80 a 500 m²
  • Número de funcionários na operação: 5 a 20
  • Informações sobre franquias: 11 3092-7777 – Rodrigo Albuquerque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.